Minas Gerais elege Aécio Neves, mas deixa Dilma de fora

A ex-presidente Dilma Rousseff, vítima de um golpe de estado articulado nos moldes de um impeachment, inclusive com a chancela do STF, não conseguiu se eleger como senadora pelo estado de Minas Gerais. Mesmo obtendo mais de 2 milhões e 700 mil votos, Dilma ficou em 4º lugar na disputa por uma das duas vagas do Senado Federal. O que pesou contra Dilma foi a implacável caçada judiciária para impor ao PT o stigma de corrupto, e, ao mesmo tempo, preservar os benefícios de juízes como auxílio moradia e aposentadoria como pena administrativa máxima, inclusive nos crimes de corrupção.

Aécio Neves, escolheu um caminho mais fácil. Disputou a uma das dezenas de vagas à Câmara dos Deputados e, mesmo obtendo um número de votos muito inferior ao de Dilma Rousseff, foi eleito. É bom lembrar que a corte impediu a prisão de Aécio, quando foi pego numa gravação telefônica pedindo 2 milhões para um empresário e dizendo que "mataria" o primo, caso este fizesse delação. Na ocasião, o STF protegeu o parlamentar, mas não fez o mesmo com candidatos de esquerda.

Agora, Aécio é um congressista, a Dilma não.
Minas Gerais elege Aécio Neves, mas deixa Dilma de fora Minas Gerais elege Aécio Neves, mas deixa Dilma de fora Reviewed by Nelson Gazolla on 22:41 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.
X

Atenção !!!

NÃO PERCA as Atualizações!

Clique em CURTIR

TV, Cinema, Teatro e muito mais!

Nosso Site